7 fatos estranhos sobre a indústria pornográfica

A Indústria Pornô Mundial e suas surpresas…

1. Peitos pequenos na Austrália

Australianos baniram todo conteúdo da indústria pornô daquele país que contenha seios pequenos. Parece piada né, mas não é…

2. Estrelas do pornô lésbico

indústria pornô 1As cenas de sexo com as gatas “colando velcro” são melhores remuneradas do que as cenas de sexo com homens. Como você pode garantir que uma mulher é lésbica de verdade? Suas unhas. Uma lésbica fiel, irá aparar suas unhas perfeitamente antes do sexo com outra garota.

3. Crimes Sexuais

Em 1995 um estudo no Japão mostrou que o país tem acesso fácil ao pornô hardcore, e também as menores taxas de crimes sexuais do mundo. E vai além, o Japão é único, e possui as menores taxas de crimes de qualquer instância no mundo. Acho que é hora de espalharmos o pornô hardcore em nosso país também, não acha?

4. Atores pornô

A média de remuneração de um ator pornô produzindo conteúdo heterossexual é de 550 dólares por vídeo. Atores pornô produzindo conteúdo gay ganham três vezes mais este valor.

5. Fetiche por peidos?

indústria-pornô 2Sabia que existem vídeos pornôs no qual peidos são a atração principal? Achou nojento? Tem pessoas que adoram. O conteúdo é produzido por Lucas Entertainment.

6. Pornografia Legal

Com a indústria pornô sendo um dos segmentos mais lucrativos do mundo, é surpreendente saber que nos Estados Unidos, legalmente, apenas dois lugar permitem a produção de vídeos pornô: Los Angeles e New Hampshire.

7. Sexo tabu

indústria-pornô 3Para muitas estrelas pornô, quando o assunto é o que elas não fariam em frente as câmeras, muitas dizem não cruzarem a linha do “sexo inter-racial”.